Que maravilhosos são aqueles dias que nos damos permissão de ficar longe dos nosso planos de alimentação saudável. Mas por que chamamos esses dias de “dia do lixo”? A ideia de que temos que ter um dia para comermos o que quisermos em virtude de mantermos um estilo de vida saudável na verdade, reflete um pensamento de que uma alimentação balanceada não é o suficiente e que ela é um sacrifício. Ter esse dia também significa que viver de maneira balanceada é uma tarefa impossível de se sobreviver sem dar uma escapadinha. Mas será que as coisas são assim mesmo?

O que significa ter uma dieta balanceada?

Ao nosso ver, a palavra balanceada se tornou restritiva e insuficiente. Isso porque muitas pessoas passaram a associar ela com um estilo de vida onde só se come frutas, vegetais, legumes e proteína e nada mais. E não é bem assim. Um estilo de vida balanceado significa não comer somente alimentos saudáveis, ricos em nutrientes. Na verdade um estilo de vida assim é tudo, menos balanceado. Se você não se permite consumir os alimentos que gosta o equilíbrio simplesmente não existe. Balanceamento é uma mistura de nutrição saudável + uma não tão saudável assim. É comer alimentos ricos em nutrientes de acordo com o seu gosto mas também alimentos não tão ricos em nutrientes assim.

Dia do lixo não existe em um estilo de vida saudável

Se você tem um estilo de vida equilibrado, não existe dia do lixo. Isso porque você sabe aproveitar qualquer alimento que for em qualquer dia, sabe as escolhas que deve fazer e é honesto consigo mesmo sobre os benefícios e malefícios daquele alimento. A alimentação balanceada é um conceito fluído – é diferente para cada pessoa e é sobre fazer o que é o melhor para o seu corpo e o que funciona para o seu metabolismo. Mas como a maioria das coisas, é mais fácil dizer do que fazer. Todos nós temos conexões emocionais diferentes com a comida e isso está bem.

Comece o seu diálogo interior

Conversar consigo mesmo é essencial para saber como conseguir comer de uma maneira adequada e sem precisar fazer um dia do lixo. Pergunte-se:

O que eu quero?

  • Eu não quero ter que pensar o quanto eu como e bebo na festa
  • Eu quero me sentir feliz no pós festa e não arrependido(a) do que ingeri

 

  • Analise: O que eu quero mais? Existe um comprometimento que me dá um pouquinho de cada?

 

Como fazer (ou não fazer) isso faz eu me sentir?

  • Eu me sinto livre!
  • Eu me sinto esmagado
  • Eu me sinto uma falha

 

  • Analise: O que me faz sentir-me assim?

 

Estou fazendo alguma suposição?

  • Eu vou me sentir deprimido(a) se limitar minha alimentação
  • A festa não vai ser a mesma se eu tiver que me privar das coisas
  • Eu vou me sentir melhor e aproveitar mais se me deixar livre

 

  • Analise: Essas suposições são verdadeiras?

 

Eu posso mudar o meu pensar?

  • Eu acho que me sentiria privado(a) se eu não me permitisse comer algum doce mas talvez não tanto se eu limitasse a porção
  • Eu posso me sentir mais habilitado(a) se me der limites e saber que não estou jogando todo o meu esforço da semana no lixo
  • Eu posso me sentir fora do controle e desapontado(a) se fizer algum deslize

É importante considerar o presente momento e os seus objetivos quando responder essas questões, já que a resposta pode variar de acordo com o contexto. Lembre-se que ter um diálogo honesto consigo mesmo(a) é o mais importante. Uma vida balanceada e uma alimentação equilibrada não sao sobre pré-determinar o que está certo ou errado; é sobre fazer escolhas conscientes com seus melhores interesses e pensamentos em mente.

Créditos de imagem: Syda Productions/Shutterstock

BemEstarmômetro

O Medictando lhe ajuda a aumentar sua saúde, qualidade de vida, bem-estar e felicidade, colaborando para o bem viver da humanidade. Nos ajude a mapear o bem que produzimos! Informe no que este artigo lhe ajudou:

Share This

Hoje eu estou em busca de...

Saúde... Bem-estar... Qualidade de vida... Realização de um sonho... Felicidade... ...e quero INSPIRAÇÃO para chegar lá! 

You have Successfully Subscribed!