Por anos os cientistas acreditaram que o nosso cérebro funcionava de uma maneira racional e lógica. Porém, com o lado heurístico cognitivo sendo explorado por estes mesmos cientistas, logo aprendemos que o nosso cérebro é qualquer coisa menos somente racional. Esse lado heurístico cognitivo é qualquer atalho utilizado pelo cérebro para nos ajudar a resolver um problema. Embora esses atalhos nos ajudem em um momento que precisamos de uma solução rápida (como uma situação de vida ou morte), não é tão bom para quando precisamos de uma boa solução – que na maioria das vezes requer bastante pensamento. Nós estamos mais suscetíveis a pegar esses atalhos quando estamos sob estresse porque a parte emocional do nosso cérebro (o sistema límbico) não é muito boa a pensar nas coisas com clareza. Quanto mais desses atalhos o nosso cérebro pega, mais ele tem chances de cometer erros. E muitos desses erros nos levam a outros problemas. Erros comuns do cérebro incluem:

O erro fundamental da atribuição

O erro fundamental da atribuição é a tendência que temos de atribuir o comportamento de uma pessoa com fatores interno ao invés de relacionar com fatores externos. Por exemplo, você tem mais chances de pensar “essa pessoa se afastou de mim porque é um idiota” ao invés de pensar “essa pessoa se afastou de mim porque está passando por problemas familiares”. Nesses erros você tem menos chances de considerar as causas múltiplas de um evento. Então quando você pensa “essa pessoa se afastou de mim porque é um idiota” você também está sendo influenciado a pensar que essa é a única razão pelo qual a pessoa se afastou de ti.

Para mudar: Quando você pensar porque alguém está fazendo algo, considere as circunstâncias dessa pessoa primeiramente.

O efeito da primazia

Esse efeito é a nossa tendência de lembrar coisas que aconteceram no começo de um evento muito melhor do que as coisas que aconteceram depois. Isso mostra porque é importante começar algo de maneira positiva, seja uma atitude ou uma simples fala. Se você começar de maneira negativa, o recebedor da sua mensagem talvez só lembre do elemento negativo da história, levando ele a produzir negatividade e perder a produtividade.

Para mudar: Se você está na posição de dar um feedback, comece sempre com algo positivo.

O erro preto-e-branco

Esse é exatamente o que parece, nossa inabilidade de ver algo além dos extremos: bom/ruim, inteligente/estúpido, certo/errado, tudo/nada. Nossos cérebros mudam de maneira fácil para esse modo de pensar quando estamos sob estresse. Esse estilo de pensamento é comum em pessoas que possuem problemas de saúde mental como depressão e ansiedade.Quando nossos cérebros estão nesse modo, nós falhamos em ver complexidades nas situações. Por exemplo, se você pode ter pensado “eu sou uma pessoa terrível” após uma situação especificamente falha como uma entrevista de emprego você falha em pensar em todas as coisas que você é bom.

Para mudar: Não tire conclusões de maneira rápida e seja aberto para ser as situações complexas.

Créditos de imagem: Vitstudio/Shutterstock

 

BemEstarmômetro

O Medictando lhe ajuda a aumentar sua saúde, qualidade de vida, bem-estar e felicidade, colaborando para o bem viver da humanidade. Nos ajude a mapear o bem que produzimos! Informe no que este artigo lhe ajudou:

Share This

Hoje eu estou em busca de...

Saúde... Bem-estar... Qualidade de vida... Realização de um sonho... Felicidade... ...e quero INSPIRAÇÃO para chegar lá! 

You have Successfully Subscribed!