Já sabemos há alguns anos que o pão branco e grãos refinados não são alimentos ricos em nutrientes. Por isso os nutricionistas nos indicam a comer alimentos de origem integral. Porém, nem todos os alimentos ditos integrais contém somente grãos integrais. Existem alimentos considerados integrais que possuem farinha refinada pulverizada na sua composição.

Os amidos do pão são quebrados facilmente e rapidamente pelo trato digestivo e entram na nossa corrente sanguínea como glucose. Isso causa um pico muito rápido de açúcar no sangue e aumenta os nossos níveis de insulina – inclusive o pão branco dá um pico de insulina mais rápido do que muitos doces. Quando o açúcar do nosso sangue sobe muito rápido, ele também desce rapidamente. E quando ele desce, ficamos com fome. Essa é a montanha russa que sofrem as pessoas que consomem dietas ricas em carboidratos. Logo depois que comem, essas pessoas ficam com fome de novo, o que faz com que elas consumam mais carbo.

O pão contém muito glúten

O trigo é composto por diversas proteínas, sendo uma delas o glúten. Essa proteína possui propriedades parecidas com a de uma cola, e é responsável pelas propriedades viscoelásticas que a massa do pão possui. Existem muitas pessoas que são celíacas, ou seja, intolerantes ao glúten. Para saber se você é celíaco, basta remover o glúten da sua alimentação por 3o dias e depois reintroduzir ele, prestando atenção nos efeitos que isso tem na sua saúde. Porém ele é perigoso para a maioria das pessoas, não somente para aqueles que possuem diagnóstico da doença.

Quando nós comemos pão que contém glúten (trigo, centeio e cevada), nosso sistema imunológico ataca as proteínas do glúten. Estudos controlados em pessoas sem doença celíaca mostraram que o glúten machuca as paredes do trato digestivo, causando dor, inchaço, cansaço e fezes inconsistentes.

Composition with loafs of bread and rolls; Shutterstock ID 108831887; PO: aol; Job: production; Client: drone

Composition with loafs of bread and rolls; Shutterstock ID 108831887; PO: aol; Job: production; Client: drone

O pão pode conter outros ingredientes ruins

A maioria dos pães vendidos em supermercados e padarias possuem açúcar ou algum outro tipo de adoçante, assim como todas as outras comidas processadas. O açúcar causa diversos efeitos adversos e consumir alimentos ricos em açúcar coloca a sua saúde em risco.

Além disso muitos dos grãos contém em sua composição o anti nutriente “ácido fítico”. Ele é uma molécula que liga minerais como cálcio, ferro e zinco, impedindo que ele sejam absorvidos pelo organismo. Deixar os grãos de molho antes de utilizá-los no preparo de alimentos ajuda a diminuir a concentração de ácido fítico, o que torna a absorção de minerais melhor.

O pão é pobre em nutrientes essenciais

Não existe nenhum nutriente no pão que você obtenha exclusivamente através do consumo dele. Até mesmo o pão integral não é tão rico em nutrientes como você pensa. Ele não é somente pobre em nutrientes se comparado a outros alimentos, como reduz a absorção de nutrientes oriundos de outras comidas.

  • Caloria por caloria, pães de grãos integrais contêm menos nutrientes que os vegetais, por exemplo.
  • O ácido fítico bloqueia a absorção de minerais como ferro, zinco e cálcio.
  • Machucando os revestimentos intestinais, o glúten diminui a absorção de todos os nutrientes
  • Grão não possuem os aminoácidos essenciais e são fontes pobre de proteínas para os seres humanos.
  • A fibra do trigo pode fazer com que o seu corpo queime os estoques de vitamina D muito mais rapidamente, contribuindo para deficiência vitamínica

Se você vai comer pão, opte pelo integral

É verdade que o pão integral é melhor para a sua saúde do que o pão branco. Eels contém mais fibras e nutrientes que a versão refinada. Além disso se o pão é feito com grãos que foram colocados previamente de molho – antes de se tornarem pão, é claro – eles são mais saudáveis do que os outros pães, pois contém menos concentração de ácidos fáticos.

Créditos de imagem: Shutterstock

Banner do site Reinehr.org