“Amélia que era mulher de verdade…  para os homens problemáticos, inseguros e fracos!” Vanessa de Oliveira

Fonte: https://mediaetpotere.wordpress.com

 

Tenho um teste rápido para você responder:

Você é boazinha?

Nos primeiros dias do relacionamento, você:

– espera que ele telefone antes de você fazer qualquer plano?

– você fica chateada se ele não responde imediatamente o whatsapp?

– fica furiosa se ele não telefona ou não aparece?

– se esforça para ser apreciada?

– faz surpresas para agradar, mesmo que ele não faça nada por merecer?

– tenta mostrar o quão boazinha você é?

– descolore o cabelo só porque ele comentou que prefere as loiras?

– o homem não precisa investir nada em você para se entregar totalmente?

– faz um jantar especial e coloca uma lingerie preta?

– não dá chance para ele retribuir?

– submete-se a uma atividade que não te interessa, como ve-lo assistir ao jogo de futebol, limpar a vara de pescar ou mexer no motor do carro?

– reclama que ele nunca tem tempo para você?

“Reflita…

e se a maioria das respostas for sim, sinto muito, mas você está transmitindo a mensagem que você é boazinha e SEM valor.

Vou explicar melhor…

A base de um relacionamento é estabelecida logo nos primeiros dias. Desde o início, ele, conscientemente (isso mesmo, conscientemente), tenta determinar até que ponto conseguirá se dar bem. Preste atenção no seguinte: um homem que, desde o início do namoro, está voltado para ele mesmo e para as próprias necessidades, provavelmente não será um bom companheiro.

O fato da mulher se exceder nas atenções com um sujeito que é praticamente um estranho pode levá-lo a duas conclusões: ou ela está desesperada ou vai para a cama com qualquer um. Ou ambas as coisas. O esforço que ela faz não é apreciado. E quando o homem começa a perder o respeito por uma mulher que sutilmente se desvaloriza, ele perde também o desejo de se aproximar dela. Com ou sem lingerie de renda preta.

Se você disse sim à maioria das perguntas você está transmitindo o recado de que ele tem total controle sobre a relação, uma mensagem que não deve ser dada a alguém que você mal conhece. Homens gostam da mulher boazinha … para transar e ir embora. Mas eles querem admirar a mulher que mantem ao seu lado, por isto, eles escolhem as poderosas para relacionamentos estáveis e duradouros.

Os homens, em geral, não se sentem desafiados quando se vêem diante de uma mulher que não mede sacrifícios para conquistá-los. Elas não oferecem o desafio mental que os homens procuram.

Por outro lado, as mulheres erram ao imaginar que, se tiverem doutorado, se souberem defender suas idéias em uma discussão sobre política internacional ou se entenderem de investimentos, serão naturalmente capazes de oferecer um estímulo mental ao homem.

O desafio mental tem muito mais a ver com a atitude do que com a conversa. Geralmente, a mulher que se faz respeitar e que demonstra não ter medo de viver sozinha constitui um desafio mental muito mais instigante.

Muitas vezes, as mulheres se excedem tanto em atender todos os desejos de seus parceiros – os expressos e os que elas imaginam – que eles se habituam a apenas receber. A mulher que se desdobra em mil cuidados passa a seguinte mensagem:

‘O que tenho a oferecer não é suficiente’ 

Por outro lado, a mulher poderosa transmite a mensagem oposta:

‘EU TENHO VALOR’ “

Os trechos acima foram extraídos do livro “Por que os homens amam as Mulheres Poderosas?, de Sherry Argov. Recomendo a leitura, é claro! E na internet há muito material ensinando como ser uma mulher poderosa. As dicas explicam como agir, mas VALOR é algo que se sente ou não. Não dá para fingir ter valor.

Muitas mulheres não conseguem colocar todos estes ensinamentos em prática, pois se sentem ansiosas, inseguras e desvalorizadas. E elas não conseguem acessar as causas destes problemas, pois estão enraizadas no passado.

A questão é… você é uma mulher de VALOR? Ou você está sempre tentando agradar e precisando provar seu valor aos outros?

E como você espera que alguém reconheça o seu valor, se você mesma não o faz?

Não se apresse em responder esta pergunta, pense bem! Quanto de valor você se dá?

” O mundo te trata como você se trata e você se trata como seus pais te trataram!”

Você aprendeu a ter valor em casa, na família! E quanto de valor seus pais te deram?

Você aprendeu a ser mulher com sua mãe e aprendeu o valor de um homem com o seu pai e sua primeira escola sobre relacionamento foi a relação deles. E como foi esta história?

Nos próximos posts, vou explorar estas questões junto com você! E ajudar você colocar cada coisa no seu devido lugar e dar um grande salto que poderá mudar os rumos da sua história!

Comente os posts, deixe sua opinião e suas dúvidas, será uma satisfação responde-las.

Um carinhoso abraço

Lara Silva

 

Transforme nós em laços com a Constelação Familiar

http://www.constelacaofamiliar.larasilva.com.br

BemEstarmômetro

O Medictando lhe ajuda a aumentar sua saúde, qualidade de vida, bem-estar e felicidade, colaborando para o bem viver da humanidade. Nos ajude a mapear o bem que produzimos! Informe no que este artigo lhe ajudou:

Share This

Hoje eu estou em busca de...

Saúde... Bem-estar... Qualidade de vida... Realização de um sonho... Felicidade... ...e quero INSPIRAÇÃO para chegar lá! 

You have Successfully Subscribed!