A maioria das pessoas acredita que se tiverem o corpo perfeito irão também ter a auto-estima dos seus sonhos. Nós estamos condicionados a acreditar que quando você trabalha duro e transforma seu corpo no seu “corpo dos sonhos”, você vai automaticamente irá se sentir rápido e segura/o de si. Infelizmente não é assim sempre. A maioria das pessoas não encontra o seu amor próprio nem confiança com seu corpo quando atingem seus objetivos. Na verdade, quase sempre o oposoto que é realidade. Muitas pessoas se sentem pior quando atingem seus objetivos. Mas porque isso ocorre?

A maior razão disso tudo é que a mídia e a indústria fitness fizeram você impregnar na cabeça o ideal de que você só será completamente feliz e realizado se alcançar o corpo perfeito. Isso é um marketing efetivo porque é o que as pessoas querem acreditar: que os problemas delas não são tão difíceis de resolver. “O amor próprio está logo ali, assim que você perder alguns quilinhos o alcançará”. Afinal de contas, quando você vê uma pessoa que exala confiança e está fisicamente nos padrões você assume (incorretamente) que essa pessoa é feliz e tem a auto estima lá em cima porque tem aquele corpo perfeito. E se você se esforçar e tiver um corpo igual aquele, irá se sentir igual a ela.

Não queremos dizer que ninguém se sente confiante ao mudar seu corpo. É só que a maneira como pensamos no processo da transformação é que está errado. Encontrar maneiras de cuidar melhor do seu corpo e aprender a criar e atingir metas pode ser uma experiência extremamente empoderadora. Mas a confiança que você cria durante o processo não vem das mudanças no seu corpo. Ela vem da sua aceitação consigo mesmo ao longo do caminho. Sem fazer essas mudanças internas e profundas, nenhuma mudança no corpo vai te dar o que você está buscando. Aqui estão algumas das razões mais comuns para as pessoas continuarem se sentindo inseguras mesmo após ter perdido peso:

Suas expectativas eram irreais

Existe uma grande esperança nas pessoas que diz que se elas trabalharem duro o suficiente, um dia irão ser perfeitas. Claro que você não parece estar perfeita agora mas se você encontrar a dieta certa, o plano de exercícios certos e os suplementos certos você irá conseguir ser quem você deseja ser. Isso tudo que acabei de dizer não é verdade.

Essa meta de ser perfeito é irreal e normalmente está acompanhada de outra expectativa injusta. Assim que você atingir o seu objetivo físico, você irá se sentir como sempre quis: completa, conectada, feliz e viva. Mas não. Mesmo que você trabalhe duro para alcançar seus objetivos você continuará sendo nada mais e nada menos do que você – com algumas diferenças, é claro. Esperar que você irá subitamente se tornar uma pessoa diferente ao atingir seus objetivos físicos só irá te levar a ter decepções.

04-01-17-site

Sua relação consigo mesmo não mudou

Muitas pessoas acreditam que quando elas atingirem seus objetivos físicos elas finalmente vão parar de ser negativas e de se criticar. Elas acreditam que seus corpos são a razão pela falta de amor próprio. Portanto se mudarem seu corpo, mudarão seu comportamento. Mas esse hábito de dizer coisas negativas para si é um hábito mental muito praticado. Se você passou a vida toda focando nas duas falhas, se comparando com outros e se criticando, então você continuará fazendo isso. Você também não irá ter tendência de se aceitar e de se elogiar.

Leva tempo e prática para quebrar esses hábitos negativos e mais tempo e prática ainda para aprender a se amar e a falar coisas positivas para si mesmo. Se você mudar seu corpo sem mudar sua mente, seu cérebro apenas irá encontrar novas coisas para criticar e ser negativo sobre.

Você focou exclusivamente na imagem

Pessoas que focam em ganho de força ou aumento de performance – como levantar certa quantidade de peso ou correr meia maratona – frequentemente experienciam uma uma maior relação entre aumento de confiança e atingir seus objetivos. Isso acontece porque fazer você “parecer melhor” está diretamente ligado com sua bagagem emocional. Para qualquer pessoa que passou anos lidando com inseguranças é difícil focar em mudar como seu corpo parece sem cair em alguma armadilha – como pensar que seu corpo tem que entrar em tal tamanho de calça para que você seja amado/a.

Por outro lado quando focamos nas coisas que nosso corpo consegue fazer fica muito mais fácil de celebrar os sucessos. Monitorar o seu aumento de velocidade nas corridas ou celebrar o fato de que você nessa semana aguenta mais peso do que na semana passada é muito mais eficiente para a sua saúde mental. Com o tempo você aprende a focar na sua perforance ao invés de focar na aparência!

Você se controla demais

Quando você começa a fazer mudanças na sua vida, o esforço é algo consciente – você começa a prestar atenção em cada escolha do seu comportamento. Isso é normal, mas eventualmente os seus comportamentos devem se tornar algo que é parte da sua natureza e esse foco no esforço tem que relaxar. Porém quando o assunto é o corpo, as pessoas se tornam vigilante demais acerca dos seus hábitos e tentam se manter sempre na linha dos hábitos que as levaram ao sucesso. Tendo consciência de quanto esforço foi necessário para chegarem onde chegaram, elas se tornam temerosas que se não prestarem atenção em cada detalhezinho elas irão arruinar tudo.

De algumas formas eles podem estar certos. Seu corpo pode mudar um pouquinho se você deixar de fazer esforços por obrigação e tornar eles algo natural de si mesma/o e de seu comportamento. Mas se você não deixar esses esforços se naturalizarem e tornar eles uma obrigação, viverá em constante medo. Por exemplo, se você quer um abdômen definido e ao perder gordura e ganhar músculo, você pode acabar experenciando mais ansiedade a respeito do seu corpo cada vez que você come algo e vê sua barriga inchar. Focar em como você está aparentando toda a hora – mesmo de uma maneira positiva – irá reforçar a ligação entre a sua aparência e amor próprio. Elogios como “Wow, você está magra!” são artimanhas porque mesmo que eles estejam tentando ser gentis, estão dizendo subconscientemente “Você está muito melhor/com mais valor agora do que era antes”.

Esperamos com essas dicas te ajudar a ser um pouquinho mais consciente sobre seu corpo e a importância da mudança interna ser tão necessária quanto a externa!

Créditos de imagem: Shutterstock

BemEstarmômetro

O Medictando lhe ajuda a aumentar sua saúde, qualidade de vida, bem-estar e felicidade, colaborando para o bem viver da humanidade. Nos ajude a mapear o bem que produzimos! Informe no que este artigo lhe ajudou:

Share This

Hoje eu estou em busca de...

Saúde... Bem-estar... Qualidade de vida... Realização de um sonho... Felicidade... ...e quero INSPIRAÇÃO para chegar lá! 

You have Successfully Subscribed!