Certamente você já deve ter ouvido falar de jejum intermitente. Atualmente ele é um dos trends mais populares na vida fitness. As pessoas estão usando ele para perder peso, melhorar a saúde e simplificar o seu estilo de vida. Muitos estudos mostram que ele pode ter efeitos poderosos no seu corpo e no cérebro e pode até te ajudar a viver mais. Para te ajudar a entender um pouco melhor o que é o jejum intermitente e como ele funciona, montamos um guia para iniciantes dividido em três partes, que irá ao ar por três segundas-feira.

O que é jejum intermitente?

O termo jejum intermitente se refere a um padrão de alimentação que circula entre períodos de jejum e de comer. Ele não fala nada sobre quais comidas você deve escolher para sua alimentação, mas quando você deve comer elas. Por isso ele não é considerado uma dieta. Ele funciona mais como um padrão de alimentação. Os métodos mais comuns de jejum intermitente envolvem 16 dias de jejum ou jejuar por 24 horas, duas vezes na semana.

Nós humanos fazemos jejum há milênios. Antigamente era feito porque não tinha muita comida disponível, além da prática ser muito comum em religiões como o islamismo, cristianismo e budismo. A prática de jejum é possível para nós porque nossos ancestrais dos tempos das cavernas não possuíam comidas disponíveis o ano todo para seu consumo. Sendo assim, nosso corpo evoluiu para conseguir se tornar apto a funcionar sem comida por um determinado período de tempo.

Como fazer jejum intermitente?

Existem várias maneiras de se fazer o jejum intermitente. Porém todos os métodos tem em comum a divisão do dia ou da semana em “períodos de alimentação” e “períodos de jejum”. Durante o período de jejum você come bem pouco ou nem chega a comer. Trazemos alguns exemplos de métodos para você:

  • O método 16/8: Neste método você deixa de consumir café da manhã e restringe a sua alimentação a ocorrer por 8 horas – por exemplo das 13 às 21 horas. Aí você jejua por 16 horas e se alimenta por 8.
  • Comer-Parar-Comer: Este método envolve jejuar por 24 horas de uma a duas vezes na semana.
  • A dieta 5:2:Em dois dias não consecutivos da semana você come de 500-600 calorias. Depois come normal nos outros cinco dias.

Fazendo você consumir poucas calorias, todos esses métodos podem te levar a perder peso – contando que você não compense a supressão de calorias nos dias que pode comer.

28-11-16-site

Como o jejum intermitente afeta as suas células e hormônios?

Quando você jejua, diversas coisas acontecem no seu corpo nos níveis hormonais e celulares. Por exemplo, o seu corpo muda os níveis hormonais para fazer a gordura armazenada no seu corpo mais acessível. Suas células começam a se reparar e mudam as expressões dos genes. Além disso algumas outras mudanças ocorrem tais como:

  • Hormônio de crescimento humano (HGH): Os níveis do hormônio do crescimento crescem cerca de cinco vezes. Isso tem benefícios na perda de gordura e no ganho muscular, por exemplo.
  • Insulina: A sensibilidade à insulina melhora e os níveis dela diminuem drasticamente. Níveis baixos de insulina levam a gordura estocada mais acessível.
  • Reparação celular: Quando você jejua as suas células começam um período de reparação celular. Isso inclui autofagia – que é quando as células digerem e removem proteínas velhas e disfuncionais que se formam dentro delas.
  • Expressão dos genes: Existem mudanças nas funções dos genes relacionados a longevidade e a proteção contra doenças.

O jejum intermitente é uma ótima ferramenta para a perda de peso

A perda de peso é o principal motivo que leva as pessoas a tentarem o jejum intermitente. Fazendo você consumir menos refeições, o jejum intermitente te leva a um consumo automático de menos calorias. Além disso, o jejum intermitente muda os níveis hormonais que facilitam a perda de peso como o hormônio norepinefrina. Por conta dessas mudanças hormonais, em um curto tempo o jejum aumenta o ritmo do seu metabolismo em 3.6-14%.

Fazendo você comer menos (porque consome menos calorias) e te ajudando a queimar mais (mais calorias fora do seu corpo), o jejum intermitente causa perda de peso por mudar os dois lados do consumo e gasto calórico. Estudos mostram que o jejum intermitente pode ser uma ferramenta muito poderosa na perda de peso. Além disso um estudo mostra que o jejum intermitente causa muito menos perda muscular do que qualquer outro método que restringe o consumo de calorias. Porém mantenha em mente que a maior razão para ele funcionar é o fato de que, no total, você consome menos calorias. Se você compensar todas as calorias nos períodos em que se pode consumir alimentos, de nada irá ajudar jejuar!

Crédito de imagem: Shutterstock

BemEstarmômetro

O Medictando lhe ajuda a aumentar sua saúde, qualidade de vida, bem-estar e felicidade, colaborando para o bem viver da humanidade. Nos ajude a mapear o bem que produzimos! Informe no que este artigo lhe ajudou:

Share This

Hoje eu estou em busca de...

Saúde... Bem-estar... Qualidade de vida... Realização de um sonho... Felicidade... ...e quero INSPIRAÇÃO para chegar lá! 

You have Successfully Subscribed!