O chocolate amargo está carregado de nutrientes que podem afetar positivamente a sua saúde. Feito das sementes da árvore do cacau, ele é uma das melhores fontes de antioxidantes no mundo – e falamos do chocolate amargo mesmo, não daquele “chocolate” doce que vendem nos mercados.

Ele é muito nutritivo

Se você compra um chocolate amargo de qualidade com uma grande porcentagem de cacau, ele é uma versão muito nutritiva. Ele contém uma quantia adequada de fibras solúveis e é carregado de minerais. Uma barra de 100 gramas de chocolate 70-80% cacau contém: 11 gramas de fibras, 67% da quantia diária de ferro, 58% da quantia diária de magnésio, 89% da quantia de cobre e 98% da quantia de manganês, além de conter potássio, fósforo, zinco e selênio. Claro que 100 gramas é uma grande quantia e não é algo que você deve consumir diariamente. Esses nutrientes todos também trazem junto 600 calorias e açúcar em sua composição. Por isso, é bom consumir chocolate amargo em moderação.

Pode ajudar a melhorar a circulação sanguínea e baixar a pressão

Os flavonóides presentes no chocolate amargo podem estimular o endotélio, o revestimento das artérias, para produzir Óxido Nítrico – que é um gás. Uma das funções do ON é mandar sinais para as artérias relaxarem, o que diminui a resistência ao fluxo sanguíneo – levando a redução da pressão sanguínea. Existem muitas pesquisas controladas que mostram que o cacau e o chocolate amargo podem melhorar a circulação sanguínea.

Chocolate amargo aumenta o HDL e protege o LDL da oxidação

Consumir chocolate amargo ajuda a melhorar diversos fatores de risco de doenças do coração. Em uma pesquisa controlada, o cacau em pó foi identificado como eficiente na diminuição do colesterol LDL em homens. Ele também aumentou o HDL e diminui o LDL como um todo em homens com colesterol elevado.

O LDL oxidado significa que o colesterol ruim reagiu com radicais livres. Isso faz com que a partícula de LDL se reative e se torne capaz de machucar outros tecidos como o revestimento das artérias do seu coração. Faz muito sentido que o cacau diminui o HDL visto que ele contém muitos antioxidantes poderosas que entram na corrente sanguínea e protegem as lipoproteínas de dano oxidativo.  

24-11-16-site

Pode diminuir o risco de doenças cardiovasculares

Os componentes do chocolate amargo parecem ser altamente protetivos contra a oxidação do LDL. Em longo prazo isso pode causar muito menos colesterol nas artérias e também uma diminuição no risco de doenças à longo prazo. Um estudo revelou que comer chocolate de duas a três vezes na semana diminuiu em 32% o risco de ter placas calcificadas nas artérias. Porém consumir chocolate mais de cinco vezes na semana aumenta o risco de doenças cardiovasculares em 57%.

Pode te proteger do sol

Os componentes bioativos do chocolate amargo podem ser bons para a sua pele! Os flavonóides podem te proteger dos danos do sol, melhorando o fluxo sanguíneo para a pele e aumentando a hidratação da mesma. Se você vai viajar para algum lugar ensolarado em breve, considere comer alguns quadradinhos de chocolate amargo antes de ir para o sol

Pode melhorar o cérebro

Um estudo com voluntários saudáveis mostrou que o consumo de cacau por cinco dias melhorou o fluxo sanguíneo para o cérebro. O cacau também pode melhorar a função cognitiva em pessoas mais velhas com problemas mentais. Ele também melhora a fala e alguns outros fatores que podem levar a desenvolver doenças. O cacau também contém estimulantes como a cafeína e a teobromina, que podem ser a razão pela qual o cacau melhora a função cerebral em um curto prazo.

Portanto consuma chocolate: desde que seja amargo e que não seja todos os dias 🙂

Créditos das imagens: Shutterstock

Banner do site Reinehr.org