A primeira casa no Lar doce lar!

Aqui estou eu finalmente vivendo a rotina pacífica na Ecovila, ao som das aves, dos ventos e das chuvas. Que alegria estar num lugar onde posso deixar a porta aberta e viver a plenitude da natureza, sem as preocupações urbanas.

Confesso que a saudade da família e das pessoas queridas já começa a se manifestar. Estou conhecendo novas pessoas e estreitando laços com alguns moradores a medida que nos encontramos ou quando pedimos uma ajuda , acenando que precisamos uns dos outros.

A Internet é meio precária, o que por um lado é bom por gerar mais foco e permitir a prática da presença 100%, por outro lado gera um certo isolamento momentâneo, mas o mundo segue girando acelerado , bem como eu de outra forma, porém sem tanta informação, tecnologia e estresse.

Há pouco mais de três semanas cheguei a Piracaia e já sinto que estou bem adaptada a nova rotina e ao estilo de vida mais simples, perto da natureza!
Pendurei uma casinha especial na única árvore que existe em nosso lote e que será preservada. Além de atrair nobres convidados alados, buscamos respeitosamente interagir com a paisagem, causando o mínimo impacto possível.

Tenho acompanhado a obra em curso de uma vizinha, que está sendo coordenada por uma arquiteta e também proprietária de um lote na Ecovila, a Nilce Pinho, que vive em São Paulo. Estou colaborando em tudo o que é possível, fazendo um diário de obras com o horário de chegada e saída dos trabalhadores, comprando coisas que por ventura faltam, auxiliando na boa comunicação entre a equipe e assim vou acompanhando a evolução diária da obra, observando como manter uma obra organizada, limpa e coerente a sustentabilidade.

Aos poucos vou desenvolvendo uma ” mentalidade obreira ” que me faz perceber o que deve ser feito, evitando retrabalho, atrasos ou atrito com a equipe. Tudo isso é muito novo para mim, mas essa musculatura está sendo trabalhada intensamente, nesse estágio.

Agora falando finalmente sobre a minha obra…
Aguardamos o projeto estrutural solicitado a um engenheiro de cálculo , pois uma das alas da casa terá dois pavimentos e necessitaremos de algum tipo de muro de arrimo para garantir a boa estrutura, drenagem e impermeabilização. O bioconstrutor e o engenheiro tem se falado, para que uma solução sustentável seja encontrada.

No dia 24 de março, a prefeitura aprovou a planta arquitetônica e deu o sinal verde oficial para o início das obras.

Contrapondo toda essa “burocracia”, percebo uma vantagem natural ,pois com tanta chuva por aqui, não ter a obra iniciada foi um ponto positivo!

Adiantei tudo o que eu pude.
Aliás foi bom chegar e me aclimatar a casa, a comunidade e ao meu novo papel nessa jornada!

Colocação do poste de luz no lote.

Já temos hidrômetro, poste de luz colocado (já ligado a rede), o terreno roçado, a cisterna de água de chuva encomendada e as bobinas de Raschel compradas e armazenadas .

O contrato da empreitada com o bioconstrutor Ângelo foi assinado , já temos a lista parcial de material e um bom banco de dados com a comparação de preços entre os diversos fornecedores de material de construção da cidade e adjacências.

Conheci por indicação de algumas vizinhas, duas lojas de material de demolição em Guarulhos, onde encontrei os itens que faltavam para a nossa casa. Que alívio saber exatamente onde ir quando for preciso, para atender as demandas específicas.

Visita a depósito de material de demolição.

Estou mais segura em saber por onde começar ou simplesmente seguir nessa jornada de construção. Acho que meu grande mentor, o arquiteto e amigo Dario Roitberg, estará orgulhoso de mim quando ler isso, a ele agradeço imensamente por atingir esse “nível “.

Conversando com o Bioconstrutor, iniciamos a formatação de uma série de oficinas para aprendizes de hiperadobe na bioconstrução, voltada especialmente para pessoas que queiram estudar e aplicar na prática essa técnica, nas várias fases da construção da casa que carinhosamente chamamos de “Lar doce lar”.

Talvez essa seja a forma de incentivar e espalhar em solo fértil as sementes do saber desse tipo de construção , combinando a bioconstrução com a força de aprendizes dessa técnica, que através da prática poderão se capacitar para então construírem suas próprias casas.

Enquanto o dia de lançar a pedra fundamental não chega, vou investindo meu tempo e atenção em tudo que me torna mais forte e tranquila, diante do desafio que me espera nessa empreitada de construção .

Muito em breve mostrarei fotos da fundação, da terraplenagem…

Aqui estou eu, preparando o terreno para a casa dos sonhos e que vai ganhando “infra-estrutura” aos poucos.

Caso deseje acompanhar de mais perto com mais imagens e detalhes acesse: www.facebook.com/bioconstruindolardocelar

Fé, firmeza, coragem e mãos a obra!

BemEstarmômetro

O Medictando lhe ajuda a aumentar sua saúde, qualidade de vida, bem-estar e felicidade, colaborando para o bem viver da humanidade. Nos ajude a mapear o bem que produzimos! Informe no que este artigo lhe ajudou:

Share This

Hoje eu estou em busca de...

Saúde... Bem-estar... Qualidade de vida... Realização de um sonho... Felicidade... ...e quero INSPIRAÇÃO para chegar lá! 

You have Successfully Subscribed!