A cafeína é considerada uma droga por conta do seu poder viciante. Se comparada aos efeitos de drogas como a cocaína e a heroína, a cafeína afeta o cérebro de um jeito muito menos severo. Poucos de nós pensamos no conteúdo da nossa xícara de café como algo que é igual à uma pílula ou pó, mas em essência é isso que os viciados em cafeína consomem todos os dias. Ela é um estimulante e não importa se você consome ela através do café, energéticos, chá ou refrigerantes, o efeito é o mesmo. Vamos dar uma olhada no quê exatamente a cafeína faz no seu corpo e os efeitos que a dependência dela causa.

Cafeína no seu corpo

A cafeína é produzida por mais de 75 plantas. Os humanos se demonstram pouco toleráveis ao consumo da cafeína em grandes quantidades. Ela é um membro da família alcalóide (assim como a morfina, nicotina, etc) e da família xantina – que é de onde vem a maioria dos estimulantes. No trato digestivo humano, a cafeína se conecta com receptores de adenosina – que eu é um neurotransmissor inibidor que desacelera a atividade no sistema nervoso central. Quanda a cafeína inibe isso, nos sentimos menos cansados (o que explica porque muita gente recorre ao café para recuperar o sono) e nossos neurônios andam mais rapidamente. Assim, nossos corpos pensam que algum tipo de emergência está acontecendo e libera quantidades exuberantes de dopamina, epinefrina, cortisol e acetilcolina. A cafeína também enrijece a musculatura, dilata a pupila, aumenta os batimentos cardíacos e contrai as veias sanguíneas. Esse último efeito é a razão pela qual às vezes, medicamentos para relaxamento muscular contém cafeína. Por conta da sua composição bioquímica, a cafeína é classificada como uma substância viciante.

21-12-16-site

Cafeína e vício

A dependência à cafeína é caso sério. Qualquer pessoa que tenha esquecido de tomar café pela manhã sabe como é esse sentimento. Independente da quantidade de café que você tome – seja pouco ou muito – o seu consumo está relacionado com doenças que ocorrem com o passar dos anos como a osteoporose e síndromes prematuras que surgem com o passar do tempo, por conta da sua habilidade de diminuir os telômeros (a parte final dos cromossomos humanos).

A cafeína possui um efeito particularmente negativo quando o assunto é ter uma boa noite de sono. Nós sabemos que não é uma boa ideia tomar café na parte da tarde, por conta dos efeitos negativos que isso pode provocar no seu sono. Isso acontece porque a cafeína leva mais de seis horas para ser metabolizada pelo seu organismo. Ou seja, se você tomou café as duas da tarde existe grandes chances de ser dez da noite e o café ainda estar circulando no seu sangue. E é por isso que a cafe´na talvez nos prive de ter uma boa noite de sono, resultando em um amanhã sonolento. Além disso o consumo de cafeína pode afetar os nossos padrões de sono, o que faz com que o sono que dormimos não seja suficiente

Porém largar o vício da cafeína não é fácil. O período que ficamos sem tomar café tem como efeitos colaterais dores de cabeça, confusão mental, lerdeza, humor negativo, sono e até depressão. As boas notícias são que à longo prazo, não existe nenhum efeito colateral.

Como consumir cafeína adequadamente?

Se você não consegue ficar sem tomar café, um estudo sugere que você consuma de um a dois copos de café por dia. Consumir a cafeína através do chá verde é uma opção mais saudável, visto que ele contém componentes benéfico como antioxidantes e aminoácidos. Sabendo isso, se você está consumindo mais de dois copos de café por dia provavelmente seja uma boa ideia diminuir o seu consumo. Corte algumas xícaras de café por dia e aos pouquinhos, vá diminuindo seu consumo.

Créditos de imagem: Shutterstock

BemEstarmômetro

O Medictando lhe ajuda a aumentar sua saúde, qualidade de vida, bem-estar e felicidade, colaborando para o bem viver da humanidade. Nos ajude a mapear o bem que produzimos! Informe no que este artigo lhe ajudou:

Share This

Hoje eu estou em busca de...

Saúde... Bem-estar... Qualidade de vida... Realização de um sonho... Felicidade... ...e quero INSPIRAÇÃO para chegar lá! 

You have Successfully Subscribed!