As proteínas são essenciais para todas as nossas células tanto para funções estruturais quanto funcionais. Elas são longas cadeias de aminoácidos conectadas igual miçangas em um colar. Depois de conectada elas são embrulhadas em formas complexas. Existem nove aminoácidos essenciais que nós devemos consumir através da alimentação e 12 não-essenciais – que são aqueles que o corpo consegue produzir a partir de outras moléculas orgânicas.

A qualidade da fonte protéica depende do perfil do aminoácido. As melhores fontes de proteína para o consumo humano contém todos os aminoácidos essenciais em quantidades adequadas para nós. Sabendo isso, concluímos que as proteínas animais são melhores do que as proteínas vegetais, o que faz muito sentido já que os tecidos musculares dos animais são muito parecidos com os nossos. As autoridades da saúde recomendam um consumo de 56 gramas para homens e de 46 gramas para mulheres de proteínas diariamente – levando em consideração fatores como idade, peso, exercícios físicos e outros fatores. Essa quantidade indicada é o suficiente para prevenir algum tipo de deficiência protéica mas claramente não é o suficiente para pessoas que são fisicamente ativas.

Proteínas não filtram cálcio dos seus ossos e causam osteoporose

Muitas pessoas acreditam que o consumo de proteínas pode contribuir para a osteoporose. A teoria diz que a proteína aumenta a quantidade de ácido no seu corpo, que faria com que ele pegasse o cálcio dos ossos para neutralizar o ácido. Mesmo que alguns estudos comprovam essa ação em curto período, não existem estudos que comprovem isso à longo prazo. Na verdade os estudos a longo prazo não suportam essa teoria. Um deles se deu em 9 semanas, substituindo carboidratos com carne. Ao final do estudo concluiu-se que não houve nenhum efeito sobre a excreção de cálcio e alguns hormônios que melhoram a saúde dos ossos foram estimulados, como o IFG-1.  Existem diversos outros estudos que comprovam que um grande consumo de proteínas é algo bom quando o assunto é saúde dos ossos. Portanto, sem preocupações a respeito disso!

05-01-17-site

O mito da proteína e problemas nos rins

Os rins são órgãos extremamente importantes que filtram substâncias desnecessárias e tiram líquidos da corrente sanguínea, produzindo urina. Algumas pessoas dizem que os rins tem que trabalhar duro para limpar as proteínas do nosso metabolismo, levando eles a ficarem mais tensos. Porém isso não faz sentido, visto que os rins sempre estão tensos. É para isso que eles foram feitos! Cerca de 20% do sangue pulsado pelo coração vai para os rins e eles filtram diariamente cerca de 180 litros de sangue. Colocar um pouquinho de proteínas na sua dieta pode tornar esse trabalho um pouquinho mais difícil, mas é realmente insignificante se comparado a quantidade de trabalho que o rim já tem. Não existem estudos que comprovem problemas nos rins em pessoas que não possuem pedras nos rins. Até halterofilistas possuem rins saudáveis e eles consomem um horror de proteína diariamente.

Comer quantidades certas de proteína faz bem

  • Massa muscular: Quantidades adequadas de proteínas possuem um efeito positivo na massa muscular e são cruciais para prevenir a perda de músculos em uma dieta restrita.
  • Gasto de energias: Estudos mostram que as proteínas aumentam os gastos energéticos de quase todos os macronutrientes.
  • Saciedade: A proteína promove muita saciedade e aumentar o consumo dela pode levar você a consumir menos calorias e perder peso.
  • Diminuem os riscos de doença: O aumento no consumo de proteínas pode ser protetor contra doenças como diabetes e obesidade.

Quanto de proteína é demais?

O corpo está constantemente em um fluxo, quebrado e reconstruindo seus tecidos. Dentro de certas circunstâncias, nossa necessidade proteica pode aumentar. Isso inclui períodos em que estamos doentes ou no aumento de atividades físicas. Porém se consumimos mais do que precisamos, o excesso de proteína vai ser quebrado e utilizado como fonte de energia. Mesmo que um consumo relativamente alto de proteínas seja saudável e seguro, comer muitas proteínas não é algo natural e pode causar danos. Populações mais tradicionais consumiam muitas gorduras e carboidratos e não tanta proteína.

Créditos de imagem: Shutterstock

BemEstarmômetro

O Medictando lhe ajuda a aumentar sua saúde, qualidade de vida, bem-estar e felicidade, colaborando para o bem viver da humanidade. Nos ajude a mapear o bem que produzimos! Informe no que este artigo lhe ajudou:

Share This

Hoje eu estou em busca de...

Saúde... Bem-estar... Qualidade de vida... Realização de um sonho... Felicidade... ...e quero INSPIRAÇÃO para chegar lá! 

You have Successfully Subscribed!