pixabay.com

Quem não gostaria de viver aquela cena do tipo “família feliz”?
A mãe perfeita a te nutrir e te acolher alegremente. O abraço carinhoso e terno. A sensação de segurança, de conforto e de estabilidade.

Mas o quão longe disto está sua relação com a mãe?
Como você gostaria que ela fosse?
O que você gostaria que ela fizesse ou deixasse de fazer?

Bem, querendo ou não, concordando ou não, ela tem um grande peso na sua vida. Sua história começou com ela. Ela e seu pai te conceberam e ela te acolheu no próprio corpo até você estar pronto para o mundo.

O pior é que não dá para se apegar ao velho ditado popular que diz que “mãe não é quem cria, mas quem cuida!” Cuidar realmente é importante, mas não seria possível se, antes, ela não tivesse te dado a VIDA! Quem mais no mundo teria este poder. Sua vida veio através dela (e de seu pai também!) e não dá para negar isto.

Não é à toa, que por mais que você queira se esquivar, dói muito esta relação não ser como você gostaria. Só você sabe o quanto isto é pesado! Mas ainda tem muito mais que você não sabe.

Sua relação com ela é o seu primeiro modelo de relacionamento. E este modelo pode interferir em toda a sua vida e até atingir seus filhos e netos.  Problemas de relacionamento podem gerar uma avalanche de problemas, como em outros relacionamentos, no trabalho, financeiros, vícios e até doenças. Por ela, você sofre, expia e até morre, mesmo que não esteja consciente disto. E tudo isto ficou muito claro ao longo de mais de 40 anos das Constelações Familiares.

Por exemplo, se a sua mãe diz que ‘você não vale nada’, você acredita, mesmo não querendo. Se sua mãe e a família dela sempre foram pobres e tem crenças negativas sobre dinheiro, você pode ter problemas com dinheiro, pois se sentirá mal em ser diferente deles.

Se sua mãe está contra o seu pai, você pode se sentir mal por amar o pai, como se a traísse. Consequentemente, você pode seguir o pai nos seus “erros”, inconscientemente, para honrá-lo. Ou pode ter dificuldades de relacionamento, afinal, a vaga de parceiro já está ocupada pela sua mãe. Mas você pode se rebelar contra ela, e jurar que será melhor, melhor mãe, melhor no trabalho, melhor em tudo… e ser no máximo igual a ela.

Não dá para adivinhar os problemas gerados devido aos problemas com a mãe na sua vida. Mas o fato, é que muitas pessoas que já constelaram sua relação com as mães, perceberam transformações em outras áreas da vida. Por exemplo, alívio de doença crônica, como enxaquecas ou de vícios, como fumar; liberdade para seguir o próprio caminho na vida; relacionamentos estáveis e duradouros, sucesso na profissão, e tantos outros. A Constelação Familiar transforma NÓS em LAÇOS, e isto repercute na vida de modo transformador.

É claro, que problemas como os citados podem ter outras causas. Mas, sem dúvida, se a causa for os problemas de relacionamento, especialmente com sua mãe, as Constelações Familiares tem efeitos transformadores. E é bom ressaltar, que a Constelação Familiar não garante que você terá uma família do tipo “família feliz”. Mas certamente, terá um relacionamento melhor e mais saudável, onde o amor possa fluir sem barreiras.

Imagine como seria o amor fluindo sem barreiras em direção à sua mãe. Sei que você deve ter muitas expectativas com relação à sua mãe. Na verdade, expectativas que vão além do que uma mulher comum poderia dar. Talvez, ela tivesse que ser ainda melhor que Deus. Então, reclamamos e fazemos exigências. Quem nunca fez exigências a ela que ‘atire a primeira pedra’. Mas seria justo?

Assim, convido você a uma reflexão. Imagine sua mãe aí, diante de ti e diga a ela:

Querida mamãe,

Você é uma mulher comum, como todas as outras.
Te amo como uma mulher comum.
Pois como uma mulher comum, amaste um homem comum.
Assim, se uniram como homem e mulher. De modo natural e comum, como milhões de casais mundo afora.
E assim, do amor de vocês, eu nasci.
Sou fruto deste amor comum como todas as crianças são.
Sentiram esperança e medo pela minha vida. E como outras mulheres comuns, me deu a luz de modo comum.
E vocês me olharam e me reconheceram como filho e se perceberam pais.
Deram-me um nome, pelo qual sou chamado e me apresentaram às outras pessoas:
– Esta é nossa criança e nos pertence!
Por serem tão comuns, também cometeram erros e aconteceram coisas que me doeram.
Porém, somente porque cometeram faltas, eu pude crescer e pude me fazer como vocês.
Agradeço-lhes por terem sido tão comuns.
Assim os amo, exatamente como são.
Mas ainda preciso dizer algo importante.
Ninguém fez por mim mais do que você e meu pai. Por isto, libero-te de minhas expectativas e exigências. Vão além do que se possa exigir de uma mulher comum.
Assim, honro-te como tu és. Exatamente como és.
Gratidão querida mamãe!

Transforme nós em laços com a Constelação Familiar!

Continuamos no próximo post…

Comente o post, deixe sua opinião e suas dúvidas, será uma satisfação respondê-las.

Um carinhoso abraço

Lara Silva

 

Transforme nós em laços com a Constelação Familiar ONLINE

http://www.constelacaofamiliar.larasilva.com.br

Banner do site Reinehr.org