http://www.goodworksco.ca/author/josevanherpt/

Quem nunca sofreu por amor, padecendo de coração partido?

E o que começa como conto de fadas pode acabar em raiva, mágoa e até mesmo em processos judiciais.

Na verdade, por mais incrível que possa parecer, é muito mais fácil lidar com a raiva, mágoa e até ódio do que suportar o que está oculto atrás de tudo isto. Mas é no oculto que pode repousar a solução. E é justamente isto que a Constelação Familiar faz, revelar o que está oculto e trazer uma boa solução para todos.

Por isto, vou mostrar algo da Constelação Familiar que poderá ajudá-lo a reconhecer isto. É uma breve meditação que poderá ser feita de olhos fechados, quando você estiver tranquilo e sem perturbações. Escolha as frases que fazem mais sentido para você e então, imagine a pessoa que partiu seu coração e diga-as para ela:

“Tanta dor e conflitos que estamos vivendo são por causa de uma história de amor, a nossa história. Um dia nos conhecemos e nos gostamos. Tivemos momentos de prazer e nos apaixonamos. Tivemos um relacionamento de amor.

Compartilhamos sonhos, planos, histórias, momentos. Nos imaginamos numa família feliz e harmônica. Nos expusemos à possibilidade de ter filhos, e os tivemos. Fizemos promessas um para o outro e com isto alimentamos a esperança de um futuro feliz juntos.

Depois de tanta expectativa, descobrimos que não era como imaginávamos. Cada um tem hábitos que o outro não esperava. Cada um quer lidar com os filhos de uma forma diferente. Não me senti respeitado, mas também não respeitei como foi esperado. Não demonstrei carinho nem o recebi como esperava… (e assim por diante).

(Permita-se entrar em contato com a dor profunda pelo fim do relacionamento. Dor que se oculta atrás da mágoa e da raiva. Esta dor precisa vir à tona e ser vivenciada, para que a paz  retome seu lugar)

Agora não conseguimos nem conversar para resolver o que tem que ser resolvido. Não disfarçamos a raiva, nem escondemos dos nossos filhos comentários de crítica e menosprezo em relação ao outro: “seu pai não presta”; “ele não paga nem sua pensão”; “ele não vale nada”; “sua mãe não te educa direito, ela não sabe de nada”; “é uma vagabunda”; “não quero vocês convivendo com aquele sujeito”

Nosso filho é metade ‘eu’ e metade ‘você’! Quando te desconsidero, nego a sua parte no nosso filho. Ele fica dividido e despedaçado. Nosso filho não nos vê respeitando a própria origem dele. Isto gera conflitos que repercutirão na vida dele. Como ele pode se sentir inteiro, sendo amado apenas pela metade?

Eu te amei muito e isto me machuca demais!

Agora eu renuncio a procurar o motivo da nossa separação ou o culpado. Assim me submeto ao que é, do modo como é, ainda que eu não compreenda.”

(Numa separação é comum buscar os motivos, o culpado. É um falso poder, como se reconhecendo o motivo, a separação pudesse ser evitada!)

Aparentemente são frases simples. Mas quando ditas com o coração revelam uma grande força. Elas ajudam a revelar o que está oculto: a dor pelo fim do relacionamento e o amor que está atrás dela.

Mas isto pode não ser suficiente. Numa Constelação Familiar outras questões ocultas podem emergir e repetições de conflitos em gerações anteriores podem ser revelados. Durante as Constelações, frases como estas são utilizadas.  E de repente, é como se não houvesse tempo nem espaço. É como se fosse real, pois será assim que o seu coração sentirá. O sentimento irá aflorar naturalmente durante a sua Constelação, assim como as frases essenciais.

“Frases sistêmicas” como estas são tão poderosas que o Juiz Sami Storch usou-as nas audiências de processos envolvendo casais em separação a fim de promover acordos judiciais. Esta foi a forma que ele inciou seu trabalho com as Constelações no Judiciário Brasileiro. Clique aqui para ler artigo dele completo.
Continuamos no próximo post…

Comente o post, deixe sua opinião e suas dúvidas, será uma satisfação respondê-las.

Um carinhoso abraço

Lara Silva

 

Transforme nós em laços com a Constelação Familiar ONLINE

http://www.constelacaofamiliar.larasilva.com.br

Banner do site Reinehr.org