Feeling exhausted. Frustrated young beard man massaging his nose

Nossa cultura é obcecada por produzir. Porém, estudos mostram que se nos estressarmos com uma lista extensa de coisas que temos para fazer, só teremos mais problemas – independente do quão produtivos nos sentirmos. 50% das pessoas empregadas atualmente sofrem de esgotamento emocional ou físico. E isso é preocupante.

De acordo com uma pesquisa realizada na University o Southern California, se tornar um workaholic dobra o risco de depressão e ansiedade, além de diminuir a produtividade e a performance no trabalho. Além disso, o excesso de trabalho leva a problemas de sono e falta de atenção, duas coisas que interferem no seu ritmo de trabalho. E ser workaholic também é um incomodo para os empregadores: leva os empregados a terem problemas de stress dentro do emprego, baixa produtividade, falta de disposição para a realização de tarefas e gastos médicos.

Então porque mesmo diante de tudo isso ainda estamos presos em uma cultura que exige produção a todo momento? Pesquisadores e psicólogos da Stanford University  estudaram por anos esse tema, e acreditam que o problema está no nosso foco constante no futuro – nós passamos o tempo todo achando que só iremos ser felizes e ter sucesso se olharmos para frente. Isso nos leva a sensação de frustração com a vida que levamos e aí, passamos nossos dias sentados atrás de computadores, rangendo os dentes e pensando que precisamos ficar naquele emprego porque o salário vale a pena.

Porém a verdade é que ter um foco eterno no trabalho, tem o efeito contrário ao que queremos: ficamos estressados, cansados e nunca satisfeitos porque sempre tem algo que precisa ser feito. Por isso, trouxemos três dicas para te ajudar a não surtar dentro do ambiente de trabalho

Se desconecte do trabalho quando não estiver lá

Primeiro que se desligar do trabalho pode nos tornar mais produtivos. Sabine Sonnentag da University of Manheim na Alemanha descobriu que as pessoas que não conseguem se desligar do trabalho quando não estão nele, tiveram um aumento no nível de exaustão no período de um ano, além de terem se tornado menos tolerantes e calmas em situações de stress. Tirar um tempinho para não pensar no seu trabalho e no que você não fez pode te ajudar a se recuperar mais rapidamente dos stresses e a aumentar a sua produtividade. É muito importante encontrar um tempo somente seu, que você possa gastar da maneira que quiser. Seja realizando atividades físicas, um hobby, sair com os amigos para fazer uma refeição, ir a balada ou até mesmo ver Netflix embaixo das cobertas.

Além disso, pensar positivamente sobre o que você fez depois de horas de trabalho, pode te ajudar a se sentir mais cheio de energia. Pensar o lado bom do seu trabalho no final do dia – especialmente levando em conta as atitudes que você tomou e que te levaram a ajudar outra pessoa – resulta em uma mente feliz e calma. Se o seu trabalho é trabalhar com pessoas (como personal trainer de uma academia, por exemplo) esse exercício de pensar positivo vai ser mais eficiente ainda. Entretanto, se você sente que o seu trabalho não beneficia ninguém diretamente, você ainda pode pensar em como seu trabalho irá afetar a sociedade de uma boa maneira.Quando nós nos engajamos de maneira positiva em um pensamento, ele irá ter como resultado coisas boas e felizes.

Se acalme

O vício em cafeína e outros estimulantes é mais um grande problema. Por causa do desejo por produtividade, nós aprendemos a manter nossos níveis de adrenalina do corpo altos e tentamos fazer isso tomando café sem parar. O café é uma droga – a diferença é que ele é aceito na sociedade. É um estimulante. Quando tomamos café, ele libera cortisol (o hormônio do stress) além da quantidade indicada para o organismo. O cortisol está presente no nosso corpo para nos ajudar a  acordar de manhã e ter energia para começar o dia. Porém não é saudável elevar esses níveis para valores extremos. Isso acaba sendo a razão pela qual muitas vezes não nos sentimos bem depois de consumir cafeína.

O que esse consumo exagerado de estimulantes quer dizer? Significa que nós dependemos da ansiedade e dos níveis altos de adrenalina para conseguirmos chegar ao final do dia. Algumas pessoas apelam para outros estimulantes como o açúcar, energéticos e remédios que mantêm a pessoa acordada e focada. Então ficam cheios de energia e incapazes de se acalmar, levando a pessoa à recorrer a outras drogas e remédios para conseguir o equilíbrio do corpo. E assim ficam, estimulando o corpo e depois tomando remédios ou comendo, visando balancear o corpo. E esse vai e volta acaba prejudicando o sistema nervoso, que fica exausto. Cortar os estimulantes e cultivar a calma na sua vida – através do yoga ou passeios na natureza, por exemplo – podem ajudar você a manter o seu corpo com níveis saudáveis de adrenalina. Balanceando essas atividades calmas com a parte mais agitada da sua vida,te dará mais energia para as coisas boas da vida. 

Respire

Estudos da Stanford Univeristy com veteranos de guerra mostraram que aprender a respiração consciente da surdarshan kyia yoga pode ajudar na redução significativa dos níveis de stress e ansiedade. A respiração é uma das atividades mais negligenciadas quando o assunto é solucionar o stress, já que estamos respirando sempre e sem esforço algum. Porém, pesquisas mostram que você pode mudar a maneira como se sente apenas usando a respiração. Respirando fundo pelo nariz e soltando devagar pela boca, ajuda a relaxar o seu sistema nervoso – as batidas do coração e a pressão sanguínea podem até diminuir. 

Existem pouquíssimas evidências que comprovem que um ritmo louco e cheio de adrenalina levam você a uma vida mais produtiva. Do outro lado, existem evidências o suiciente para provar que o stress crônico danifica a sua saúde física e suas propriedades cognitivas. Portanto, se você está interessado em se tornar uma pessoa mais feliz e realizada, pare de se levar a níveis extremos de loucura – aprenda a respirar fundo!

Fontes: Steven Sussman – University of Southern Caliornia

Stanford University

University of Manheim

Banner do site Reinehr.org