*Por Leo Babauta.

Seus filhos ficam muito tempo grudados na TV ou em videogames? Eles gastam um tempão na internet? Se eles são como a maioria das crianças, devem passar boa parte de seu tempo livre em meios de entretenimento eletrônicos. Na verdade, depois da escola, a TV é a principal fonte de educação de nossos filhos – os pais vêm em terceiro lugar.

No meu caso não é diferente, mas como pai sempre tento limitar este tipo de entretenimento passivo, e quando consigo, os estimulo a ler ou a sair de casa.

Todo domingo é o Dia da Família em minha casa, e uma de nossas atividades prediletas é jogar futebol em nosso jardim – a família toda. Colocamos nossas chuteiras, marcamos o gol com cones laranja e escolhemos nossos times – e aí a diversão começa. Às vezes também jogamos kickball, que também é super bacana.

Tempos atrás, quando comecei a correr, convenci meus filhos a irem comigo. Eles gostam de andar de bicicleta pelo parque enquanto corro.

A questão é: não importa o que você possa, dê um jeito de tirar seus filhos de casa. Eles precisam se reconectar com o mundo. Tire-os daquela zona de conforto na qual eles estão metidos, afastado da vida que há do lado de fora, caso contrário eles ficarão preguiçosos e até mesmo doentes.

Sair para brincar deixa as crianças em melhor forma física, mais saudáveis, e os força a usar suas próprias imaginações ao invés das ideias de algum executivo de Hollywood.

Está sem ideias? Então aqui vão algumas:

  • jogar futebol;
  • soltar pipa;
  • passear pelo mato;
  • uma caçado ao tesouro;
  • ir a um parque;
  • ir nadar (pode ser em uma piscina, um lago, rio ou no mar);
  • sair para pedalar;
  • lavar o carro;
  • promover uma guerra de balões de água;
  • apenas caminhar e conversar.

Existem milhares de opções. Use sua imaginação, e tire suas crianças de casa.

Banner do site Reinehr.org