Os orgânicos são muito mais do que um hype, uma moda que, embora saudável, não tem grandes impactos. Consumir alimentos livres de agrotóxicos, e que normalmente são plantados por pequenos produtores, gera um imenso impacto positivo no ecossistema, na economia local e em sua saúde.

Um dos casos mais gritantes é o da maçã, cuja carga de agrotóxicos que são utilizados em sua produção é uma das mais altas¹, e que apresenta uma alta taxa de absorção. Ou seja: o produtor joga veneno, a fruta absorve e você come. E não, lavar a casca não elimina os pesticidas em todos os casos.

Mas se o peso no bolso ainda te faz balançar na hora de escolher suas frutas e legumes, aqui vão alguns argumentos que servem para todos os alimentos orgânicos, não apenas maçãs.

 

Elas contém menos agrotóxicos

Este foi nosso argumento principal até agora, e deveria aparecer aqui também. E se você quer mais dados, a Dirty Dozen List² do Enviromental Working Group de 2017, uma tabela anual que lista os doze alimentos mais contaminados por agrotóxicos e outros agentes em todo o mundo, classificou a maçã em quarto lugar, algo bastante preocupante, dada a popularidade da fruta. Mais de 98% das amostras de maçã não orgânicas analisadas em laboratório apresentaram pelo menos um pesticida de grave impacto para saúde humana, e isso depois de passarem por um processo severo que possibilitaria a descontaminação, incluindo a lavagem da casca.

Mas o buraco é mais embaixo: o USDA (órgão do governo dos EUA que regula a produção de alimentos e medicamentos) descobriu que a média mundial de pesticidas encontrados em maçãs chega a passar de 40.

Mas e como esses agrotóxicos afetam nossos corpos? Bem, isso ainda não é muito claro em todos os casos, mas cientistas já descobriram que os organofosfatos (presentes em mais de 80% dos agrotóxicos utilizados na produção de maçãs) interfere diretamente nas funções do sistema nervoso central. Alguns dos sintomas da ingestão desses componentes são depressão, ansiedade, irritabilidade e problemas com memorização – e embora os casos mais frequentes sejam observados em produtores e suas famílias, consumidores que desenvolveram essas patologias não são raros.

 

Embora mais caros, os alimentos orgânicos cumprem seu papel sócio-ambiental: pra cada mordida em uma fruta ou legume não orgânica, deve haver uma família de produtores que sofre devido a estes cultivos.

 

¹Para acessar a lista de pesticidas utilizada (em Inglês), clique AQUI.

²Para acessar a Dirty Dozen List (em inglês), clique AQUI.

 

Fonte da imagem: congerdesign/Pixabay.

Banner do site Reinehr.org