Ter uma horta em casa é o sonho de muita gente – não existe nada melhor do que cultivarmos nossos próprios alimentos, colhê-los frescos e utilizá-los em nossos pratos.

Mas nem todas as plantas interagem bem umas com as outras. Certos cuidados devem ser tomados para termos alimentos sadios e bonitos, como por exemplo, evitar cultivar lado a lado os alimentos listados abaixo.

Alface e brócolis:

Aqui é o brócolis o vilão: certos resíduos químicos ele deixa após ser colhido, não fazem bem pra alface. Esses químicos, naturais do brócolis, atrapalham o desenvolvimento da alface, podendo dar origem à plantas pequenas e raquíticas. É altamente indicado que nem mesmo o local onde havia brócolis plantado anteriormente seja usado de imediato para cultivar alface.

 

Pimentas e feijões:

Tanto as pimentas quanto os feijões, estão suscetíveis a uma doença chamada antracnose, causada por um fungo. Ela causa pontos pretos em toda a planta, arruinando os frutos. Cultivar pimentas e feijões pode facilitar uma infestação em sua horta.

 

Cebola e ervilhas:

Nunca devemos plantar membros da “família” das cebolas (alho é outro exemplo) próximo a ervilhas e feijões. O problema é que as cebolas, através de sua composição química, atrapalham o desenvolvimento das vagens, dando origem a sementes menores.

 

Batatas e tomates:

O problema aqui é semelhante ao de cultivar pimentas e feijões: batatas e tomates são atacados pelos mesmos tipos de ferrugem, e uma outra gama de doenças em comum. Plantá-los um próximo ao outro pode ajudar a espalhar o problema por sua horta.

 

Uma solução simples para esses problemas é a construção de canteiros. Sua horta fica mais organizada e seus alimentos desenvolvem-se melhor.

 

*As informações são do University of California Master Gardener.

Fonte da imagem: congerdesign/Pixabay.

Banner do site Reinehr.org