cometa planeta

Oi tudo bem? Como foi seu dia ontem? Espero que pelo menos tão bom quanto o meu!

Ontem conversamos aqui sobre a “pegadinha cerebral” que a dualidade existente em nós pode nos pregar, tentando nos afastar dos nossos objetivos. Acho que é um assunto que vale até um aprofundamento maior num próximo momento, não acham? Essa questão de porque queremos muito algo mas, ao mesmo tempo, não conseguimos ter perseverança e determinação para realizar.

Bem, lembram que falei que ontem acordei espontaneamente às 5:26? Hoje foi ainda mais cedo: 5:02. Acho que meu cérebro e corpo estão gostando dessa brincadeira! Mas olha só o que está acontecendo ao mesmo tempo: ontem o dia foi supercheio (normal, como sempre: consultório manhã e tarde, correria na hora do almoço para conseguir pagar contas, assinar documentos, logo após o horário do consultório preencher laudos e pagar mais contas!!! – É, a coisa tá preta! Meu sonho de minimalismo e vida simples ainda tá loooooonge!

E, depois, fui fazer minha primeira aula de Yoga com a Sarah, no Atman, Centro de Cultura e Yoga. Outro dia falo sobre a aula, que foi nada menos do que espetacular!) – então fiz um lanche rápido, e resolvi assistir um filme para descansar e relaxar um pouco. Isso já eram cerca de 22 horas. Quem disse que eu consegui? Meu corpo fez um conluio secreto com Morpheus e capotei! Entrei num soninho gostoso que me trouxe até a manhã de hoje, pleno e revigorado, pronto para realizar meu Amanhecer Maravilha e depois enfrentar o dia.

Falando com um amigo afoito ontem, ele me disse assim: ah! Mas se você está indo dormir à meia-noite e acordando às 5:50, então você está dormindo muito pouco, e isso vai te trazer problemas! Sim! Concordo que, para a maior parte das pessoas na minha faixa etária (tenho 40 recém completos), menos de 6 horas de sono por dia podem ser prejudiciais se buscamos saúde e longevidade.

Entretanto, é preciso compreender que o corpo naturalmente vai nos indicar o caminho e basta que estejamos atentos a estes sinais. O que acontece é que, na maior parte das vezes, estamos tão absortos e envolvidos com toda sorte de obrigações e compromissos cotidianos que não conseguimos ouvir nosso próprio corpo e suas demandas, não conseguimos saber e discernir o que ele quer, o que ele está pedindo.

Muitas vezes, quando finalmente ele se faz ouvir, já é tarde demais: já existe alguma doença estabelecida consumindo nosso corpo.

Então, no final das contas, esta jornada da Manhã Maravilhosa, do Amanhecer Maravilha, é também uma jornada de autoconhecimento, que estou fazendo para conhecer melhor a mim mesmo e para a qual estou convidando você, que está me acompanhando a viajar junto comigo.

Se, por acaso, você tiver algo para compartilhar e gostaria que eu comentasse em um próximo texto/vídeo, fique à vontade! Será um prazer refletir contigo sobre o assunto.
Um excelente dia e até amanhã!

Namastê!

Banner do site Reinehr.org