Fonte: pixabay.com

Você já participou de um Jogo Mortal?

Os Jogos Mortais já foram até consagrados no cinema por uma série de filmes de terror e suspense. O desafio da Baleia Azul é o jogo de suicídio que ganhou destaque na imprensa em abril de 2017 e reacendeu o debate sobre os índices de depressão e suicídio entre jovens. Em 2015, o suicídio foi a segunda maior causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos.

A depressão afeta 4,4% da população mundial, mas no Brasil sobe para 5,8% da população (2015). Mas é muito comum, a depressão estar associada a ansiedade. E neste quesito os Brasileiros batem recorde. Enquanto, cerca de 3,6% da população mundial apresentou ansiedade em 2015, no Brasil, foram 9,3%. Muitos casos de suicídio não são relatados, mesmo assim, em 2015, foram registrados como causa de 1,5% das mortes no mundo todo. (Fonte dos dados portal G1)

Recentemente, me dei conta de um jogo mortal que é tão comum que passa totalmente despercebido. É um jogo mortal que legaliza a violência e como no jogo da Baleia Azul, quem entra, não consegue sair. O ganhador deste jogo se sente merecedor de uma recompensa e no direito de infringir a penalização ao perdedor. O perdedor é punido e até pode se sentir merecedor do sofrimento, mesmo que o ganhador o condene a morte. E ainda existe uma modalidade mais cruel deste jogo, quando o jogo é jogado com apenas um jogador, consigo mesmo.

E então, não pude conter minha curiosidade, e fui buscar na história, quando este jogo mortal e tão violento teria sido criado. E gostaria de compartilhar o que descobri com você. No meu entendimento, este jogo começou há muito tempo atrás e foi mais ou menos assim:

Deus criou o mundo e disse: ‘Tudo o que Eu criei é bom!’

Mas Deus percebeu que faltava algo, e criou o homem e a mulher à sua imagem e semelhança.

E Deus disse:

´Tudo o que Eu criei é bom! Cuidem e desfrutem de tudo o que Eu criei e dê nome a todas as coisas. Esta linda e exuberante árvore aqui no centro é a Árvore da Vida, coma dela e tenha Vida em abundância. Crescei e multiplicai-vos.’

Antes de terminar, Deus os advertiu:

‘Apenas não coma daquela árvore de frutos doces e sedutores. Aquela é a  Árvore do Conhecimento, do julgamento do Bem e do Mal, e como disse, tudo o que criei é Bom. Se comeres desta árvore, deixarás o Paraíso.’

Mas um dia, Adão e Eva, seduzidos pela serpente, comeram da Árvore do Conhecimento. E então, Adão disse que a culpa era da Eva que disse que a culpa era da Serpente. Assim,  naquele momento eles começaram a jogar este jogo violento e mortal, o ‘Jogo de Quem Tem Razão’?

E então, Adão e Eva que estavam acostumados a viveram em Profunda Comunhão com Deus, se sentiram divididos e separados. Não demorou muito para sofrerem os primeiros efeitos deste jogo e Caim matou Abel.

E você? Quantas vezes ao dia come da Árvore do Julgamento do Bem e do Mal e entra no Jogo de Quem Tem Razão?

Dentro da família, este jogo causa terríveis danos que se estendem ao longo da vida e até ao longo de gerações. Guerras são travadas, genocídios e destruição ocorrem ‘legalizados’ por este jogo. No jogo entre os rótulos de inocentes e culpados, o sofrimento sempre é perpetuado. No fim, é um jogo onde todos perdem.

Infelizmente, a maioria das pessoas não sabem como sair deste jogo e sofrem com seus efeitos. Uma forma de lidar com isto é através da psicoterapia tradicional e este processo pode levar anos. Mas existe um novo método, que vem sendo muito conhecido atualmente pela sua rapidez e eficácia que é a Constelação Familiar.

A Constelação Familiar é uma abordagem terapêutica que trata estas delicadas questões e olha com coragem para as consequências deste jogo. Assim, ela acolhe a todos, reintegrando os excluídos e desobstruindo o fluxo de amor e da vida. Não é uma abordagem para quem busca explicações, neste caso, recomendo uma psicanálise. Também não é para quem deseja encomendar um resultado, neste caso é melhor uma simpatia ou outros tipos de trabalhos. Mas para quem já está cansado de pensar e apesar de ter uma lista imensa de argumentos racionais, percebeu que seus esforços foram inúteis para mudar seu modo de SENTIR, poderá perceber os benefícios já em uma sessão de Constelação.

Quando a gente muda, tudo muda!

Se você acredita que a Constelação Familiar possa te ser útil, entre no meu site e se inscreva para saber mais: http://www.constelacaofamiliar.larasilva.com.br/

Continuamos no próximo post…

Comente o post, deixe sua opinião e suas dúvidas, será uma satisfação respondê-las.

Um carinhoso abraço

Lara Silva

 

Transforme nós em laços com a Constelação Familiar ONLINE

http://www.constelacaofamiliar.larasilva.com.br

Banner do site Reinehr.org