Um dos grandes presentes que recebi em 2017 foi fazer parte da equipe de colunistas do site Medictando e, como este é o último texto do ano, decidi abordar um tema fundamental no trabalho da voz que também enfatizasse a essência individual. Dessa forma recordei-me de assuntos que costumo abordar por meio do discernimento, nos quais são parte de uma série de duplas de palavras que nos parecem próximas, mas que se analisadas minuciosa e cuidadosamente nos dão um novo sentido e um conhecimento muito esclarecedor sobre esta diferença.

Já que o Corpo Vocal parte da identidade, despertando a potência vital de cada um (que é a grande semente de autoexpressão), descobrimos que o processo de individualidade é um caminho para a pessoa poder compreender e apropriar do que é seu e assim interagir da melhor forma com o externo. Porém, a dosagem certa é mais que necessária para não adentrarmos a outro sentimento: o individualismo.

É muito comum no processo de descoberta a pessoa se perder e seguir um caminho equivocado. Por isso é interessante lembrar que a formatação vocal é resultado de um circuito de influências muito maior que nós mesmos (como aspectos familiares e sociais, época e local em que vivemos – ver Cultura Vocal), e entender que este conjunto de elementos pode ser explorado e aprimorado mas, principalmente, apropriado em relação aos principais alicerces de nossa personalidade, estes nos quais são formadores de nossa identidade.

Vale observar que uma característica importante da contemporaneidade é a valorização do eu, e podemos vê-la potencializada em alguns aspectos comportamentais do nosso dia a dia, como por exemplo a constante exposição de si mesmo principalmente na internet em redes sociais. A aparência realmente importa para nós brasileiros, não é por menos que nosso país está em segundo lugar no ranking mundial de cirurgias plásticas, segundo a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética (Isaps). Porém este tipo de valorização engrandece valores do que se vê, do que se parece, diminuindo o espaço essencial.

Observações e discernimento para uma melhor construção vocal:

Abaixo farei uma breve descrição e diferenciação sobre as características da individualidade e do individualismo, e os efeitos positivos e negativos que podem proporcionar ao Corpo Vocal.

Individualidade:

É um processo de valorização da potência essencial. Ele é criativo, permeável, vivo e inteiro e, dessa forma, interage com o meio de forma harmônica e agregadora. É um estado que preenche a pessoa com plenitude a ponto de se sentir ampla e ativa, além, claro, de preservar a identidade.

Com esta atuação obtém-se um Corpo Vocal fluído, bem conectado e firme, com impulso próprio e autêntico; possivelmente com comunicação clara, proporcionando ao emissor coerência do que se sente e do que se fala, a ponto de conseguir direcionar clareza na interação com o seu interlocutor.

 

Individualismo:                                 

 

Já o individualismo é um processo muito atraente pois se vale da sedução e do exibicionismo, porém é muito frágil em sua essência já que prioriza a vaidade (do Latim “vacuidade”, “vazio”) ao preenchimento de valores que enobreçam a personalidade vital. Não tem impulso próprio, fica suscetível à aceitação, por isso é um aspecto pouco criativo que não interage com o meio, pois justamente acredita que para existir há de se destruir o que há fora. Dessa forma reprime a individualidade tanto do emissor quanto do interlocutor e, possivelmente, seu Corpo Vocal será tenso, fragmentado e desconectado. Suas palavras terão pouca voz de atuação e proporcionará insatisfação ao receptor que sentirá a falta de conexão com a verdade interna de quem tenta se comunicar.

 

Conclusão

 

O esclarecimento, mesmo que à primeira vista, destas duas definições aplicadas ao desenvolvimento do Corpo Vocal trará uma nova observação de si mesmo e fará entender a atuação de nossa voz como identidade e personalidade. Uma observação honesta e livre de julgamentos é primordial para o melhor desenvolvimento de um corpo livre e de uma comunicação plena.

 

Desejo um ótimo 2018 à você, e que seu Corpo Vocal esteja sempre em unicidade!

 

 

Banner do site Reinehr.org